Direção criativa

Rafael Varandas

Estilista e styling

Acácio Mendes

Beleza

Celso Kamura

Trilha

Sevalgem

Inspiração

Gangues de surf

Materiais

Jeans, jacquard, tricô, seda, algodão, malha, couro

A Cotton Project desfilou pela primeira vez no SPFW e mostrou seu lifestyle com raízes no surfwear. O cuidado de Rafael Varandas, fundador e diretor criativo, era não decepcionar os consumidores que já são clientes fieis da Cotton, mas também não deixar a desejar na passarela do maior evento de moda do país.

O equilíbrio deu certo. A Cotton não quer esconder seu potencial comercial, arrematado por peças básicas e fáceis de usar, mas com boas sacadas com frases ou estampas específicas e uma modelagem atual, prática e confortável.

Para o desfile, Rafael e o estilista Acácio Mendes tiveram a preocupação de fazer peças mais especiais, em tecidos nobres, como a seda e o jacquard, sem criar um desejo que, na loja, não existe.

A história do desfile gira em torno de duas gangues do surf, a Dangerous to Tourists, mais colorida, e a Trouble Makers, mais dark. E aí entram variações de ótimas calças e jaquetas, que estão entre as peças mais vendidas na Cotton.

A marca é masculina, mas tem um vies unissex, já que muitas meninas vão atrás das roupas da marca. Vale destacar a parceria com a marca de beachwear Haight, com dois maiôs/body com WET escrito, e as bolsas esportivas.

Boa estreia, embalada pela trilha muito chique do duo Selvagem, de Augusto Olivani e Millos Kaiser. Eles passaram as músicas que usaram pra ir trás já:

  1. Khotin & Dane – IMHO
  2. Bar – White Noise
  3. Pitch – What Am I Gonna Do For Fun
  4. Jonathan Richman – Roadrunner

Leave A Comment

Your email address will not be published.